Viagem Literária

Apenas uma maneira de despejar em algum lugar todas aquelas palavras que teimam em continuar saindo de mim diariamente.

Name:
Location: Porto Alegre, RS, Brazil

Um gaúcho pacato, bem-humorado e que curte escrever algumas bobagens e algumas coisas sérias de vez em quando. Devorador voraz de livros e cinéfilo assumido. O resto não interessa, ao menos por enquanto.

Tuesday, August 09, 2005

As Tripas de Chuck

Chuck Palahniuk é um daqueles escritores considerados "malditos". Politicamente incorretíssimo, ele cutuca sem medo na ferida e, não satisfeito, a retorce de todas as formas possíveis para revelar aquio que a forma. Em menos de 10 anos de carreira, ele é adorado por uma legião de fãs e tornou-se cult. Seu trabalho mais conhecido é o livro Clube da Luta, aquele mesmo que se transformou naquela obra-prima de David Fincher nos cinemas. Pois o transgressor Palahniuk tem causado polêmica ultimamente, talvez até mais do que antes. Um de seus mais recentes trabalhos é um livro de contos, onde pode ser encontrado um com o nome de Guts. E por que toda a polêmica? Porque o autor tem lido esse conto em diversos locais e para diversas platéias e as reações mais comuns às palavras de Palahniuk são desmaios e vômitos. Palahniuk choca, com sua linguagem crua e as situações que expõe, revelando facetas da sociedade que poucas pessoas têm coragem de falar. Infelizmente, Guts ainda não foi traduzido para o português. Pesquisei na Internet e encontrei o conto em inglês. E que tal? É nojento mesmo. Dizer que é um soco no estômago é pegar leve com o que Palahniuk escreveu. Não cheguei a desmaiar ou a vomitar, mas é impossível não se sentir incomodado com a força do texto. Agora, a grande questão: é gratuito? Acredito que não. Acho que Palahniuk é um autor extraordinário que compreendeu a decadência de seu tempo como poucos. Suas histórias chocam, mas talvez não seja pelo situação em si colocada, apesar de esta ser, também, absurda (no caso de Guts, o jovem se masturbando na piscina de sua própria casa, com uma mangueira de sucção colocada no ânus). Acredito que o grande talento de Palahniuk está em dizer aquilo que sabemos que acontece, mas temos medo de falar. Sabemos que a ferida está lá e o que a forma, mas temos medo ou nojo de enxergar mais de perto. Palahniuk não tem esse medo e, mais do que isso, ele nos obriga a enxergar essa ferida com um microscópio. E é óbvio que nãp vamos gostar do que vemos. Chuck Palahniuk é um escritor diferenciado e, se tiver coragem e estômago, recomendo que o leia. Como ele próprio nos ensinou em Clube da Luta, às vezes é bom sentir uma porrada para acordarmos.
Quem souber inglês, pode ler Guts em http://www.seizureandy.com/stuff/guts.html.

3 Comments:

Anonymous Gabriel Silveira said...

Bah, matou. To entrando no link com um balde pra vomitar do lado.

7:00 AM  
Anonymous Anonymous said...

Em 2007 esse livro de contos foi traduzido e lançado no Brasil sob o nome de "Assombro". "Guts" foi traduzido como "Tripas" e a tradução hoje em dia se acha facilmente na internet. Uma obra-prima.

9:27 PM  
Blogger gabriela cecato said...

já li , é nojento e uma pessoa com uma criatividade dessas , não é ma pessoa ( não consigo achar uma expressão certa .. ) uma pessoa normal por dizer assim .-. ..
mesmo com toda essa criatividade "maluca" chuck palahniuk é um dos meus autores preferidos ..

7:30 AM  

Post a Comment

<< Home